• Pesquisar:

Menu superior



Vias Seguras / Os acidentes / Estatísticas




Estatísticas de acidentes de trânsito

Revisado em 18/02/2017

As estatísticas de acidentes têm por objetivo registrar, em complemento dos números de acidentes e de vítimas, as características de todos os acidentes. São estas informações que permitem identificar os perfís das vítimas e dos veículos envolvidos, os maiores fatores de risco, os locais concentradores de acidentes.

É indispensável dispor de estatísticas detalhadas para poder estabelecer programas adequados de redução dos acidentes.

Estatísticas nacionais

As únicas fontes são o Ministério da Saúde (37.306 óbitos e 204.000 feridos hospitalizados em 2015) e o Seguro DPVAT (em 2015, 42.500 indenizações por morte e 515.750 por invalidez).

Estatísticas estaduais

Cada estado tem de administrar o trânsito no seu território. As estatísticas estaduais são ferramentas essenciais nesta tarefa. O seu conteúdo varia muito de um estado para outro.

Estatísticas municipais

O perfil dos acidentes em meio urbano é muito diferente do perfil dos acidentes rodoviários. Por isso, é importante fornecer aos órgãos municipais de trânsito informações que permitam escolher medidas de prevenção adequadas.

Estatísticas rodoviárias

A análise dos acidentes rodoviários requer informações detalhadas, especialmente sobre a localização e o tipo de acidente.

Dados abertos de acidentes nas rodovias federais

As últimas estatísticas publicadas pelo DNIT se referem aos acidentes ocorridos em 2011. A partir de 2012, os dados de acidentes são disponibilizados pelo DPRF na forma de dados abertos. Apresentamos a seguir um conjunto de novas estatísticas extraidas desta base de dados abertos.

Índices de acidentes de trânsito

Índice de mortos em relação à população e taxa de motorização, por estado, por região e pelo Brasil inteiro. Permitem monitorar as evoluções e fazer comparações.

Restaurar um sistema nacional de estatísticas de acidentes de trânsito

(Publicado em Abril 2011)

Como vencer um mal sem conhecê-lo?

 Neste início de 2011, no começo da Década Mundial de ações para a segurança do trânsito da ONU, não temos estatísticas brasileiras que permitam conhecer realmente o problema dos acidentes de trânsito, na sua magnitude e nas suas características.

palavras-chave: estatística, acidente, trânsito, Brasil